A prática de ginástica aeróbica começou a ganhar popularidade nos anos 80 pela mão de Jane Fonda. Esta atividade é sempre monitorizada por um instrutor, ao som de uma música, que pode ser coreografada ou não.

Com o avançar dos anos, outras modalidades foram surgindo, derivando da aeróbica, mas os passos básicos são os mesmos. Variam as intensidades, os tipos de música, a duração e até os estilos de prescrição que lhes estão associados.

Apesar da variabilidade de intensidades, esta aula pode ser adaptada quer seja iniciante ou já praticante de longa data. Por se tratar de uma atividade aeróbia, os benefícios que lhe estão associados são vários:

  • Melhora a condição física em geral;
  • Melhora o desempenho cardiovascular e circulação sanguínea;
  • Melhora a coordenação motora;
  • Contribui para reduzir o índice de massa gorda;
  • Ajuda no controlo da pressão arterial;
  • Contribui para reduzir o stress do dia-a-dia;
  • Tonifica o corpo;
  • Aumenta a auto-estima.

Recomenda-se a frequência de 2 a 3 vezes por semana, entre 30 a 45 minutos, à intensidade que faça sentir-se bem. As necessidades e limitações dependem de cada praticante e do seu objetivo específico. Se é iniciante em atividade física, fale com um técnico de exercício e fitness para que este lhe possa aconselhar a frequência e intensidade ajustadas ao seu caso.

Nunca se esqueça que a prática destas atividades em grupo, além dos restantes benefícios, são também uma excelente oportunidade de socializar. Procure um ginásio perto de si e experimente.

Teresa Almeida, Técnica de Exercício Físico nº11611
www.portugalemforma.com

Aeróbica: ginástica para qualquer um