O Chi Kung é uma prática terapêutica baseada em movimentos suaves, combinados com uma respiração controlada. Nela, o foco e a visualização do praticante estão direcionados para as várias partes do corpo, de forma a alterar o fluxo de energia.

Falámos com a terapeuta Rita Bernardes, especialista de Medicina Tradicional Chinesa (MTC), que nos deu a conhecer esta prática. Esta tem demonstrado ser muito eficaz na promoção do bem-estar e até na prevenção de doenças.

Quer saber mais sobre o Chi Kung? Vamos a isso!

Qual a origem?

O Chi Kung surgiu na China há milhares de anos atrás. Atualmente está integrado no sistema da MTC. Esta prática resulta de milhares de anos de experiência no uso do Qi (a “energia” que, segundo a MTC, percorre o nosso corpo) no tratamento de doenças e na promoção da saúde e longevidade.

O que significa?

Traduzido de uma forma simples, Chi Kung (ou QiGong) quer dizer algo como “arte de manipular com êxito a energia”. Esta é uma técnica baseada em posturas e movimentos inspirados pelos dos animais.

Quais os benefícios para o meu bem-estar?

De uma forma geral, o Chi Kung consiste na realização de várias sequências de exercícios que, ao mover o corpo suavemente, promovem o alongamento e relaxamento do corpo e da mente. Outro dos grandes focos desta prática é a respiração. Acabará por ter um maior autodomínio sobre a mesma, tornando-a profunda, suave e controlada.

Quais os benefícios para a condição física?

Capacidades físicas como a coordenação motora, equilíbrio e força, são potenciadas através de uma prática contínua desta modalidade. Importa referir que, para obter benefícios desta atividade, é necessária a prática regular da mesma, com disciplina e aplicação da sua filosofia no dia-a-dia.

Que tipo de exercícios são praticados?

O Chi Kung é uma atividade holística, muito diferente da ginástica mais comum que conhecemos. Todos os sistemas do corpo são tidos em conta. Os órgãos internos são suavemente massajados, a circulação sanguínea e linfática são estimuladas, bem como a capacidade respiratória. As articulações são exercitadas de forma suave e, em simultâneo, o envolvimento mental do praticante leva o exercício para um nível superior. Isto traz benefícios ao nível do relaxamento, concentração e bem-estar.

Qual o objetivo?

Existem várias derivações do Chi Kung, consoante o objetivo principal da prática. Estas poderão incluir:

  • controlo do sistema nervoso
  • manutenção geral da saúde e bem-estar
  • exercícios específicos para o tratamento de patologias

Existe igualmente o Chi Kung Terapêutico, prática cada vez mais presente no Ocidente. Nesta, e em casos específicos como situações oncológicas, começam a surgir:

  • personal Trainers de Chi Kung
  • terapeutas de MTC
  • instrutores de Chi Kung

Todos eles trabalham individualmente com cada paciente, prescrevendo exercícios específicos para cada condição.

Quem pratica?

O Chi Kung é uma ginástica “energética” que, atualmente, é praticada por cerca de 20% da população chinesa (principalmente com o objetivo da manutenção de saúde e bem-estar) e pelos convalescentes em grande parte dos hospitais chineses (como complemento terapêutico plenamente integrado pelo corpo médico).

No Ocidente, esta prática é muitas vezes procurada na prevenção da maioria das chamadas “doenças de meia idade”, como as dores nas articulações ou na coluna.

Quais as vantagens quando praticado regularmente?

As vantagens são imensas, nomeadamente:

  • aumento da sensibilidade, expansão, capacidades de perceção e raciocínio
  • domínio de si mesmo
  • maior consciência corporal
  • correção postural
  • relaxamento de zonas em tensão

Alguns dos exercícios atuam também no sistema nervoso central. Neste sentido, desenvolvem uma maior capacidade de concentração, regularizam o apetite, aumentam a energia e reduzem o número de horas de sono necessárias.

Além de tudo isto, o Chi Kung contribui para tornar a mente mais perspicaz e reduzir significativamente o stress.

Porque devo experimentar?

São cada vez mais as pessoas que procuram equilíbrio no ritmo alucinante da sociedade em que nos inserimos. Os maiores motivos pelos quais recomendo o Chi Kung, como uma excelente ferramenta para tornar a vida mais fluida e feliz, são:

  • tirar tempo: para si e para estar consigo
  • para o seu corpo: conhecê-lo, movê-lo e harmonizá-lo

Onde posso experimentar?

Se tiver curiosidade, experimente numa Clínica ou Escola de MTC perto de si.

 

Filipe Costa, Técnico de Exercício Físico nº 26546

Instituto Português do Desporto e Juventude

Já experimentou Chi Kung?