A noz é um fruto oleaginoso, composto por duas partes, com um formato de tipo “borboleta”. Muito rica em gorduras saudáveis (lípidos polinsaturados), a noz era até recentemente utilizada como snack ocasional. Atualmente tem grande destaque em lanches, snacks diários e saladas, entre outros. O seu consumo diário é recomendado na Dieta Mediterrânica.

Apesar de ser altamente recomendada e de ter um valor energético bastante significativo (100g fornecem 32.7% do valor energético de referência para um adulto), este alimento deve ser consumido com moderação. Pertencente à mesma família que a amêndoa, avelã, caju e outros frutos oleaginosos, a noz contém o maior valor energético, sendo que a sua dose recomendada por porção corresponde a 4 a 6 metades de noz.

Os lípidos polinsaturados na sua composição contribuem para o bom funcionamento cardiovascular e são essenciais na resposta à infeção. Como o corpo humano não os consegue sintetizar a partir de outras substâncias, é fundamental que estejam presentes na alimentação. Os ácidos gordos ómega 3 e ómega 6 são dos lípidos polinsaturados mais conhecidos, sendo que a noz é muito rica em ácidos gordos ómega 6 (38g em 100g de noz), nomeadamente ácido linoleico. Este tipo de ácidos gordos é essencial para manter as membranas celulares em condições normais, bem como uma função cerebral normalizada e eficaz transmissão de impulsos nervosos.
A noz é ainda rica em minerais como o fósforo e o magnésio. O fósforo participa na formação do osso e é essencial na reação química de libertação de energia e para a formação do ADN. O magnésio também é essencial na produção de energia e ADN e importante para diversas reações químicas no organismo e controlo da pressão arterial.

Assim, o consumo diário de nozes contribui para um melhor funcionamento do organismo e sua produção de energia. Não se esqueça é do seu teor em gordura. Use, mas não abuse!

Catarina Monteiro, Coach da Your Challenge. Formadora e Nutricionista do Nutrihome.
Membro da Ordem dos Nutricionistas nº0759N.

Alimentos que fazem sorrir – Noz