O iogurte é um produto coagulado que resulta da fermentação láctica do leite e produtos lácteos. Esta fermentação resulta da ação de determinados microrganismos vivos (bactérias).

Existem diferentes tipos de iogurtes, sendo que estes podem ser classificados de acordo com a sua composição, teor em matéria gorda, ou de acordo com a consistência apresentada. Para além disso, nos supermercados, podemos ainda encontrar diferentes variedades de iogurtes: naturais, aromas, polpa, com pedaços, enriquecidos, ou bicompartimentados.

 

De acordo com as recomendações nutricionais da roda dos alimentos, é recomendado o consumo de 2 a 3 porções diárias de laticínios, sendo que 1 porção corresponde de forma prática a 1 iogurte líquido e a 1 e ½ iogurte sólido (200g).
Em termos nutricionais, o iogurte é um alimento único e interessante, uma vez que permite aliar um baixo valor calórico a um alto conteúdo nutricional.

 

Composição Nutricional

O valor energético de um iogurte varia de acordo com o seu teor de gordura, sendo os iogurtes gordos e gregos os mais calóricos; mas também com a adição de açúcares e ingredientes como cereais, mel e chocolate. O iogurte fornece proteínas de alto valor biológico que apresentam maior digestibilidade face às proteínas do leite. Como contém uma menor quantidade de lactose em relação ao leite (visto que esta é degradada durante o processo de fermentação) torna-se assim uma possível opção para quem apresenta alguma intolerância à lactose.
O iogurte é ainda considerado uma fonte de vitaminas e minerais, destacando-se o seu conteúdo em vitaminas do complexo B e minerais como o cálcio, potássio, fósforo, magnésio e zinco.

Potenciais benefícios para a saúde

Devido à sua composição nutricional, os iogurtes influenciam o funcionamento do nosso organismo de diversas formas:

  • Fortalecimento do sistema imunitário;
  • Formação, manutenção e recuperação óssea, prevenindo a osteoporose;
  • Prevenção de doenças gastrointestinais através da regulação do trânsito intestinal tanto em casos de obstipação como em casos de diarreia, prevenção da doença de Crohn, colite ulcerosa e cancro do cólon.

Como podemos incluir o iogurte na nossa alimentação?

O iogurte é um alimento muito versátil e prático. Devido à facilidade do seu transporte e consumo, pode ser incluído em refeições como o pequeno-almoço ou lanches da manhã e da tarde. Por outro lado, pode ser utilizado como substituto na preparação de molhos, ou pode substituir o chantilly em coberturas e acompanhamento de fruta fresca. Pode ainda ser utilizado em batidos juntamente com a fruta fresca.
A sua utilização à refeição ou como sobremesa deve ser limitada, pois ocorre interação entre o cálcio presente no iogurte e o ferro disponibilizado pela refeição (carne/peixe). O cálcio pode influenciar a diminuição da absorção de ferro a nível intestinal quando estes nutrientes são ingeridos simultaneamente.

Equipa de Nutricionistas Jumbo

Alimentos que nos fazem sorrir – Iogurte