Nos países desenvolvidos, a obesidade em crianças e adolescentes tem vindo a aumentar. Em Portugal o excesso de peso infanto-juvenil é de 29%. Vários estudos demonstram que a obesidade em crianças está relacionada com o aumento das doenças e da mortalidade em adulto.

Alguns estudos científicos mostram-nos qual o consumo alimentar das nossas crianças em idade pré-escolar, e revela-nos dados um pouco preocupantes sobre o consumo alimentar em vários grupos alimentares:

  • Carne e peixe: a carne é mais consumida diariamente (42%) do que o peixe (9%), sendo as carnes vermelhas consumidas 1 a 4 vezes por semana e as carnes brancas consumidas quase diariamente por 29% das crianças;
  • Fruta, legumes e sopa: a sopa de legumes e a fruta são consumidas diariamente por cerca de 92% e 86% das crianças, respetivamente. Quando analisamos o consumo de legumes no prato, apenas 45% consome diariamente e 12% nunca. Só 45% das crianças consome as 5 porções diárias recomendadas deste grupo de alimentos. Há, portanto, um longo caminho a percorrer para melhorar o consumo neste grupo de alimentos.
  • Bolos, doces e snacks salgados: 65% das crianças em idade pré-escolar consome bolos e doces pelo menos uma vez por dia. Este tipo de alimentos já contribui para quase 15% da ingestão diária de hidratos de carbono. Também 73% das crianças consomem snacks salgados (pizza, hamburger, batatas fritas e outros) 1 a 4 vezes por semana.
  • Bebidas com cafeína: aos 4 anos de idade, bebidas como o café e as colas são consumidos semanalmente por 16% e 21% das crianças, respetivamente. É importante referir que o consumo de cafeína é totalmente desaconselhado em crianças.

Fique atento às próximas dicas para saber como pode melhorar o consumo alimentar nestes grupos de alimentos.

Joana Pardal, Nutricionista do Jumbo.
Ordem dos Nutricionistas nº1636N.

As crianças e os hábitos alimentares – parte 1