O ritmo de crescimento das crianças desacelera consideravelmente após o primeiro ano de vida, em contraste com o que acontece durante primeiro ano de vida onde a criança triplica o seu peso de nascença.

As crianças de 1 a 6 anos adquirem e desenvolvem as suas capacidades de forma progressiva. Após o primeiro ano o apetite das crianças diminui, muitas vezes preocupando os pais. Pode acontecer terem menos interesse nos alimentos, e mais interesse no mundo que as rodeia, podendo recusar alimentos que anteriormente consumiam. É importante que os pais continuem a oferecer alimentos variados à criança, incluindo os seus alimentos preferidos.

Crianças em idade pré-escolar têm uma capacidade de ingestão menor derivada do tamanho pequeno do seu estômago, pelo que se recomenda que a ingestão seja feita em porções mais pequenas, oferecidas 4 a 6 vezes por dia.

As pequenas refeições intermédias que fazemos ao longo do dia, ou snacks, são tão importantes como as refeições principais, contribuindo para a ingestão diária de nutrientes. O cuidado na escolha destes snacks é crucial – devem ser escolhidos alimentos com elevada densidade de nutrientes e com baixa atividade cariogénica (alimentos como fruta fresca, queijos, sticks de vegetais crus, leite, sumos de fruta 100%, bolachas integrais sem açúcar adicionado ou cereais simples).

Em baixo apresentamos algumas metodologias nutricionais que contribuem para a manutenção da saúde oral das crianças.

Em relação ao tipo de alimentos consumidos pelas crianças em idade pré-escolar, é preocupante notar que 65% das crianças em idade pré-escolar consome bolos e doces pelo menos uma vez por dia – alimentos com elevada densidade energética mas baixa densidade nutricional. Quanto às bebidas, 52% das crianças consome refrigerantes e néctares diariamente. Este valor é preocupante pois estes alimentos são na maioria das vezes ricos em açúcares simples, substituem o consumo de alimentos mais ricos nutricionalmente e reduzem o apetite da criança.

O consumo destes bolos e doces deve ser restringido apenas a ocasiões festivas, e os refrigerantes e néctares devem ser restritos a um copo/dia para crianças em idade pré-escolar (evitando sempre os que têm cafeína adicionada, como os chás frios e colas).

Mensagens para manutenção da saúde oral em crianças dos 3 aos 10 anos      

Mensagem: Alimentos açucarados devem ser consumidos com alimentos não açucarados.
Motivo: Proteção contra as cáries.

Mensagem: Combinar o consumo de leite e derivados com uma refeição ou lanche.
Motivo: Os lácteos e derivados contribuem para a saúde dos dentes e contêm cálcio.

Mensagem: Espaçar as refeições de 2h em 2h, e evitar o consumo de snacks por mais de 15-30minutos.
Motivo: Contribuir para a saúde dos dentes.

Mensagem: Limitar o consumo de snacks antes de dormir.
Motivo: A produção de saliva é reduzida durante o sono pelo que não é recomendado ingerir alimentos perto da hora de dormir.

Mensagem: Limitar o consumo de alimentos e bebidas ácidas (como refrigerantes e outras bebidas).
Motivo: Alimentos ácidos aumentam a erosão dentária, que aumenta o risco de desenvolvimento de cáries.

Mensagem: Combinar alimentos com proteínas (como leite) com alimentos com hidratos de carbono (como pão ou bolachas).
Motivo: A proteína atua como tampão, protegendo os dentes.

Joana Pardal, Nutricionista do Jumbo.
Ordem dos Nutricionistas nº1636N.

As crianças e os hábitos alimentares – Parte 2 (Saúde Oral)