Sabia que…

O millet é especialmente importante para as terras estéreis, uma vez que necessita de um baixo teor de água para ser cultivado, germinando, assim, nestes solos?

E sabia que a partir dos grãos de millet, é produzido pão, mingau, malte e cerveja?

O millet classifica-se como um cereal secundário. É originário dos continentes Africano e Asiático, tendo sido dos primeiros cereais a ser cultivados, há 6000 anos. Assim, é um alimento mais antigo do que o arroz. É um cereal isento de glúten e apresenta alto teor de fibra, vitamina B1 (tiamina), ácido fólico, fósforo e magnésio. É ainda fonte de ferro, zinco e das vitaminas B6 e B2.

 

O consumo de millet apresenta os seguintes benefícios:

  • A tiamina/vit.B1 que contém contribui para o normal funcionamento do sistema nervoso;
  • O ferro que contém contribui para o normal funcionamento do sistema imunitário.

Sugestão de utilização:
Lave o millet e escorra. Leve ao lume num tacho com o dobro da água e uma pitada de sal. Deixe cozinhar durante 20 a 30 minutos. Após cozer, deixe repousar durante 10 minutos. Pode optar por alourar na frigideira.
Pode ser utilizado em sopas, saladas, como acompanhamento de pratos variados, misturado com legumes e na confeção de papas, entradas e sobremesas.

Equipa de nutricionistas Jumbo

Millet (milho-painço): o cereal com mais proveito do que fama