Os ácidos gordos ómega 3 são fundamentais para o nosso organismo e como este não os consegue produzir, só podemos obtê-los através da alimentação.
Tendo em conta que as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte em Portugal, nunca é demais relembrar alimentos que possam de alguma forma prevenir doenças coronárias e contribuir para o normal funcionamento do coração.

Para que serve o ómega 3?
O ómega 3 traz vários benefícios para o nosso organismo:

  • Ação anti-inflamatória
  • Fortalecimento do sistema imunológico
  • Contribui para uma pele e saudável
  • Auxilia no controle da tensão arterial
  • Promove a saúde cardiovascular
  • Melhora o desempenho cognitivo
  • Ajuda a reduzir os níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue.

Já comeu peixe esta semana? Provavelmente sim, uma vez que Portugal é um dos países com maior consumo de peixe a nível mundial.
Sucede que os peixes de águas profundas e geladas são as principais fontes de ómega 3 na nossa alimentação!

Vale a pena por isso conhecer melhor os tipos de peixe mais ricos em ómega 3:

  • Salmão
    Este peixe “gordo” faz as delícias de muitos miúdos e graúdos pela sua cor apelativa. Disponível o ano inteiro, tem 262 kcal por cada 100 gramas, mas os benefícios falam mais alto!
    É um alimento bastante nutritivo, rico em proteína de alto valor biológico, vitamina A D E, B12,cálcio e fósforo.
    Pode ser consumido nas diferentes etapas da nossa vida, pela sua ação no desenvolvimento do sistema nervoso e redução do declínio cognitivo, sendo também um grande aliado contra doenças inflamatórias e cardiovasculares.
    Costuma estar disponível em várias versões: fresco, congelado ou fumado. Relativamente ao salmão fumado, convém alertar para o elevado teor de sal: o seu consumo deve ser feito com moderação.
  • Sardinha
    A sardinha é um alimento bastante importante e é considerado também um peixe “gordo” bastante nutritivo. É uma fonte de ácidos gordos ómega 3, proteínas de alto valor biológico, vitamina D, vitaminas do complexo B, cálcio, fósforo e potássio.
    Assim sendo, possui um efeito protetor a nível cardiovascular e promove o bom funcionamento dos sistemas imunitário, circulatório, hormonal e nervoso, contribuindo ainda para a boa saúde dos ossos e dos dentes. Saiba mais sobre a sardinha aqui.
  • Cavala
    A cavala é também um peixe “gordo” altamente recomendado. É rica em fósforo, zinco, potássio, vitamina D, vitamina B6 e B12. Reduz o colesterol, para além dos efeitos saudáveis sobre o sistema cardiovascular, os ácidos gordos ómega 3 beneficiam o correto desenvolvimento do cérebro no período de gestação.

Assim, tendo em conta que os ácidos gordos são fundamentais para a saúde cardiovascular, é fácil perceber porque é que é recomendável aumentar o nosso consumo de peixe!

Ana Estrela, Nutricionista Jumbo,
Membro da Ordem dos Nutricionistas nº 1097N

Peixe, ómega 3 e saúde cardiovascular