Com o Inverno surge a vontade de confecionar aquelas receitas tradicionais, que provocam conforto num dia de frio e de chuva. Seja um Cozido à Portuguesa, uma Feijoada à Transmontana ou outro favorito, existem duas características comuns a estas receitas: excesso de sal e de gordura (especialmente saturada).

Estes dois factos obrigam a grande maioria das pessoas a evitar estes pratos ou consumi-los com culpa, especialmente quem tem doenças crónicas como a Hipertensão Arterial ou Colesterol elevado. Mas terá mesmo de ser assim? Aqui ficam 4 dicas que podem minimizar o impacto negativo destas refeições:

  • Reduza a quantidade de sal e enchidos (ou mesmo exclua) que adiciona a pratos como feijoadas ou, por exemplo, ervilhas com ovos. Adicione um pouco de cominhos (cerca de meia colher de café) para conseguir obter o paladar que os enchidos dariam. Conheça aqui uma sugestão de Feijoada “sem culpa”;
  • Evite ao máximo os enchidos. Mas sempre que colocar algum, não adicione outro tipo de gordura (nem azeite) para evitar o excesso. Coloque o enchido no início da confeção, de modo a utilizar a gordura do mesmo para iniciar a confeção do prato;
  • Reduza a quantidade de água de cozer a carne/ou enchidos para a cozedura dos vegetais e batatas ou arroz do cozido à portuguesa, adicionando mais água simples. Em ambas as situações não coloque excesso de água, mas apenas a essencial para cobrir o que precisa de cozer;
  • Ao utilizar leguminosas (grão, feijão, …), coloque menos sal e deixe apurar através da redução de água do molho. As leguminosas conferem algum “sabor salgado”, permitindo essa redução de sal sem comprometer o sabor.

Este Inverno, aproveite a nossa tradição de uma forma saudável e inovadora.

Catarina Monteiro, Coach da Your Challenge, Formadora e Nutricionista do Nutrihome. 

 Membro da Ordem dos Nutricionistas nº0759N.

Torne mais saudáveis as receitas tradicionais