Há mais de 27 anos que a conhecemos dos ecrãs de televisão e das telas de cinema. A atriz Cristina Homem de Mello, mãe, conta-nos as suas estratégias para conciliar uma alimentação saudável sem nunca perder o lado apelativo, fundamental para os mais novos.

1. Para se manter em forma tem alguns cuidados especiais?
Equilíbrio! Sou pela via do meio. Nunca fiz uma dieta na vida, não sou radical mas preciso sempre de fazer exercício 2 a 3 vezes por semana. E o descanso é essencial para mim – preciso de 8 horas de sono. Acho que temos de ouvir mais o nosso corpo porque andamos todos em “overdose”. É preciso ter momentos em que paramos para respirar, para procurar algum equilíbrio, para meditar… tudo passa pela auto-estima.

2. O que é para si «proibido» comer e não consegue resistir?
Chocolate! Proibido não diria, funciono mal com a proibição… mas tenho dificuldade em resistir. Como uma barra de chocolate de culinária dia sim dia não. É delicioso e tem um teor de cacau elevado. Não me sinto nada culpada.

3. Desconfiamos que prefere uma alimentação simples e equilibrada e que não é apreciadora de pratos tradicionais muito elaborados, é verdade ? Qual o seu prato favorito?
Gosto de coisas simples, sopa sem batata, fruta, legumes, saladas, mas não dispenso um cozido à portuguesa. Gosto de comida “de tacho”, mas quando como tento reduzir a quantidade para não exagerar. Adoro queijo, mas tento optar por queijos magros que como com tostas integrais. O meu pequeno almoço é muitas vezes iogurte grego com frutos secos. Nunca como bolos de pastelaria. No inverno adoro fazer flocos de aveia cozidos no leite com canela e raspas de lima. Para manter uma alimentação saudável é preciso estimular o gosto e nunca desistir.

4. Gosta de cozinhar?
Desde o nascimento do meu filho que me “especializei” na alimentação infantil. Fazemos muito hamburgueres e salsichas de peru, sopas, saladas de feijão frade com atum e ovo cozido (ele ajuda-me na confeção)… Para os meus almoços faço muitas vezes legumes salteados em azeite e alho e junto massa integral e coentros frescos. Evito alimentos processados e dou prioridade às massas e arroz integral. É mais genuíno, mais verdadeiro. Não compro comida feita.

5. Qual o prato favorito do seu filho? O que faz para o convencer a comer a sopa, os legumes, a fruta…?
Comemos sempre sopa de legumes a todas as refeições, o que ajuda a combater aquela fome… tento que a refeição seja calma e comer devagar para que o cérebro tenha tempo de processar que está a ficar saciado. No final da refeição levantamos a mesa e só depois é que comemos a fruta. Descasco umas peças de fruta e sentamo-nos na sala a comer. É mais um momento de partilha. Claro que também há mimos de vez em quando: o chocolate de culinária, uns croquetes em casa dos avós (isso é bónus).

6. Nos jantares com amigos tem algum prato especial que gosta de partilhar?
Não tenho nenhum em particular, mas nos barbecues, que adoro, tento evitar as batatas fritas e o pão porque já sei que vou comer carnes mais pesadas. Estive 3 anos sem comer carne, foi uma experiência que acabou mal porque fiquei com uma deficiência em ácido fólico.

7. O que faz para combater aqueles ataques de fome entre refeições?
Tenho sempre no carro uma caixinha de frutos secos para esses momentos: nozes, avelãs, cajus, bagas de goji e normalmente tenho sempre em casa tostas, queijo magro e iogurtes light.

8. Bebe os famosos 2L de água por dia? Como faz para conseguir hidratar-se?
A hidratação é muito importante para mim…bebo muita água mas não estou sempre a medir a água que bebo. Beber um copo de água é a primeira coisa que faço quando acordo.

9. O que aconselharia a alguém que quer mudar os hábitos lá de casa para passar a fazer uma alimentação mais equilibrada?
Acho que podemos fazer uma abordagem “científica” e, passo a passo, ir substituindo alguns alimentos… trocar a batata por batata doce, ir introduzindo devagar “natas” de soja com carnes brancas no strogonof, por exemplo. São pequenos passos que contribuem para nos sentirmos melhor e ajudar os outros.

10. Faz caminhadas? Exercício físico?
Fiz ioga durante 3 anos e gosto muito de fazer ginástica em grupo com música. Faço caminhadas na praia, ajudam-me a respirar…

11. Com uma vida tão intensa e um filho pequeno tem algum truque para conseguir o seu equilíbrio?
Tento simplificar as tarefas, congelo refeições, faço pausas para respirar e meditar, pratico exercício, tento dormir as horas suficientes. Temos de prestar mais atenção a nós proprios.

Equilíbrio, a fórmula saudável de Cristina Homem de Mello