É advogada de formação, modelo e participou em programas de televisão que a tornaram famosa no Brasil e também em Portugal. O seu blog GoKellyBaron também contribuiu para o sucesso. Nele fala de receitas e nutrição saudável,  fitness, beleza e moda.

1. É modelo, advogada… como surgiu a ideia de criar um blog sobre vida saudável?
O blog foi acontecendo… Cheguei a uma fase da minha vida em que pensei em partilhar o meu estilo de vida e o que aprendi com a minha experiência pessoal. O mais estimulante é que fazendo bem a mim faço bem aos outros. Gosto muito de estudar, absorver conteúdos interessantes e poder transmiti-los. Quando era mais jovem queria ser professora. Posso ser advogada e blogger ao mesmo tempo!

2. Quais os benefícios de incluir os programas de vida saudável a 2 no seu blog?
Optar por um estilo de vida mais saudável implica mudar alguns hábitos e quando o fazemos com a companhia de quem gostamos o desafio é muito mais estimulante. A motivação a dois é essencial. Quando partilhamos os desafios os resultados são sempre melhores. O Pedro e eu, quando fazemos exercício em conjunto, conseguimos motivar-nos e o treino corre muito melhor. Na alimentação é o mesmo: se partilharmos as refeições é mais fácil. As pessoas quando optam por um estilo de vida mais saudável têm de envolver toda a família, incluindo as crianças. Não é preciso ter muita força de vontade… basta querer.

3. A que horas começa o seu dia? Qual a sua rotina alimentar e de exercício?
Atualmente tenho uma rotina muito variável. Faço exercício diariamente e o meu período de descanso é imprescindível. Faço o pequeno-almoço para os dois: o Pedro não dispensa o pão, manteiga ou queijo, e eu normalmente como aveia com “leite” de coco, banana e canela. Por vezes acrescento amêndoas. Quando vou treinar como pão de sementes com queijo fresco. Bebo sempre café, sem exagerar, é um hábito muito português que adotei. Ao longo do dia bebo bastante água, por vezes chá verde com gengibre e canela. Todos bebemos chá cá em casa. Sumos de fruta naturais só de manhã.

4. Quais são os seus petiscos portugueses favoritos? E os petiscos brasileiros a que não consegue resistir?
Os pratos que não dispenso quando chego ao Brasil são: a feijoada (a vegetariana é a minha preferida), o empadão de frango ao estilo gaúcho com massa podre (uma espécie de massa quebrada). Pratos portugueses: adoro bacalhau e em Portugal como muito mais peixe: atum, cavala, salmão… Acompanho com legumes assados e batata-doce.

5. Que tipo de treino pratica?
Sempre pratiquei muito exercício físico, em ginásio. No Brasil fazia sobretudo musculação, as minhas amigas chamavam-me a Miss Proteína, porque eu estava sempre a programar a minha alimentação em função do exercício e a contabilizar os alimentos. Em Portugal passei também a fazer treino mais funcional e ao ar livre, muito por influência do Pedro. Na praia vou muitas vezes andar ou correr, por exemplo.

6. Manter-se em forma e combater as gorduras extra implicam algumas restrições alimentares?
Não acho que seja obrigatório fazer restrições alimentares. Temos é de fazer opções mais equilibradas e saudáveis. Como sou de ascendência italiana adoro massas, e não deixo de fazer refeições com massa, mas opto por esparguete integral por exemplo. Como gnocchiscom batata-doce e pão de queijo brasileiro. Penso que os hábitos alimentares da minha infância e juventude ficaram enraizados e quando passei a fazer uma alimentação mais saudável, tentei integrar tudo de forma equilibrada. Faço muitas vezes bolinhos (tipo empadas) com ovos, tomate, cebola e requeijão. Como tenho sempre legumes congelados em porções faço rapidamente uma sopa. Faço muitas vezes mousse de banana com gelado. São tudo opções equilibradas, acessíveis e fáceis de fazer.

7. No seu padrão alimentar saudável permite-se saborear algumas guloseimas de vez em quando? Que tipo de doces prepara para si e para o Pedro?
Faço alguns doces com batata-doce, mousses de fruta, doces com cacau…

8. Acha que existem alimentos que nos fazem felizes? Para si quais são?
Cientificamente há alimentos que nos trazem momentos de felicidade, como o chocolate por exemplo. A mim, praticar exercício faz-me feliz.

9. Para aqueles ataques de fome durante a tarde, no trabalho ou em viagem o que sugere para levarmos na marmita?
Quando estou fora ou viajo faço sempre uma marmita. Levo fruta (banana ou maçã), bolachinhas de arroz, castanhas do Brasil… Se conseguir faço uma salada de feijão-frade com atum, ou uma salada com frango desfiado. São tudo opções saudáveis.

10. Faz as suas receitas para si, para amigos ou para o Pedro?
Em casa gosto de cozinhar e muitas vezes quando faço refeições para muitas pessoas substituo ingredientes menos saudáveis por alternativas mais equilibradas e não digo nada. As pessoas experimentam, gostam… E depois eu conto o que fiz. De uma forma geral acho que as pessoas estão mais sensibilizadas para estas temáticas. Em casa dos pais do Pedro comecei a notar que os jantares de família estão mais leves. Já se fazem assados com batata-doce…

11. Faz compras para as suas receitas? O que não pode faltar no cesto de compras da semana?
Os produtos biológicos, os legumes e a fruta, as sementes e os frutos secos. Gosto de fazer compras e passo horas no hipermercado. Frequento normalmente o Jumbo de Gaia porque a área de Dietética tem muita oferta. Faço sempre uma lista e leio os rótulos. Tento não comprar por impulso, mas gosto das promoções. Para economizar, sou EU! Muitas vezes compro grandes quantidades, incluindo legumes e fruta, preparo e congelo em pequenas porções e coloco etiquetas. Compro marca própria e tento organizar bem as refeições para toda a semana. Quando trabalhava o dia inteiro preparava tudo ao domingo. Agora tenho mais flexibilidade de horários e por isso é mais fácil. Sou uma pessoa muito regrada e o importante é “facilitar as refeições”.

Kelly Baron: conselhos saudáveis para seguir a dois